Buscar
  • Empilhatec

Como evitar acidentes com empilhadeiras

Manter-se atualizado às tendências e tecnologias do mercado é indispensável para ter uma boa gestão. Boas metodologias e ferramentas ajudam o gestor a interpretar resultados, a identificar falhas e a corrigir erros no fluxo de trabalho dos setores de logística e armazenamento.


Depois de adquirir uma empilhadeira para sua empresa, é necessário ajustar os processos para garantir que o equipamento será incorporado com segurança na rotina dos colaboradores.


Quer saber como é possível minimizar os riscos da sua operação para evitar os acidentes com as empilhadeiras? Então continue a leitura!


6 dicas para evitar acidentes com empilhadeiras

1. Isolamento e sinalização do local

Para garantir a boa movimentação das empilhadeiras, é importante isolar o local de trabalho para evitar transeuntes que podem se machucar durante a operação. Outra medida importante é manter o caminho livre de objetos.


Além disso, é preciso sinalizar os caminhos de transporta da empilhadeira e as áreas em que haverá movimentação de cargas. Dessa forma, todos os colaboradores ficam cientes da operação.


Conheça as boas práticas para operar empilhadeira.


2. Equipamentos de Proteção Individual

Os colaboradores responsáveis por operar a empilhadeira devem receber da empresa os equipamentos individuais necessários proteger o corpo de eventuais acidentes. Itens como óculos de segurança, protetor auditivo, capacete e luvas são indispensáveis.


Além disso, os calçados fechados também se enquadram como equipamento de proteção individual porque protegem os pés das quedas de carga e derramamento de líquidos e ainda evitam escorregões durante a locomoção do trabalhador.


3. Respeito às recomendações do fabricante

Seguir as recomendações do fabricante é essencial para evitar acidentes. Ninguém sabe tanto sobre uma empilhadeira quanto a empresa que a fabricou. Por isso, sempre guarde o manual de instruções para poder consultar informações importantes para limpeza, manuseio, manutenção e armazenamento da máquina.


As restrições de carga, do tipo de terreno e do abastecimento existem para garantir que o equipamento funcione da melhor maneira possível e para maximizar o tempo de operação. Respeitar os limites da máquina reduz o risco de acidentes e preserva a empilhadeira por mais tempo.


4. Capacitação dos operadores

Para operar empilhadeira, o funcionário precisa passar pelos cursos específicos que ensinam a conduzir o equipamento. Mas não são apenas os operadores que precisam de capacitação, já que todos os colaboradores que trabalham no local precisam estar treinados para realizar atividades junto à máquina.


Investir no treinamento dos seus funcionários é fundamental para reduzir os riscos do trabalho com empilhadeiras. Uma equipe bem capacitada conhece as medidas de segurança e trabalha para preservar a integridade dos colegas e do local de trabalho.


5. Manutenção preventiva

Realizar a manutenção preventiva é indispensável para garantir a segurança dos seus funcionários. Peças estragadas ou desgastadas precisam ser substituídas o mais rápido possível. Do contrário, um pequeno problema pode evoluir para um grande defeito e colocar a sua equipe em risco de acidente por mal funcionamento da empilhadeira.


Por isso, realizar as vistorias de segurança regularmente e fazer a revisão no equipamento é um investimento para evitar problemas operacionais e legais. Além disso, é importante lembrar que a manutenção corretiva costuma ser bem mais cara que a preventiva.


Entenda a importância da troca periódica de peças.


6. Segurança e cultura organizacional

Não adianta criar novos processos, orientar a equipe e investir em equipamentos se a segurança não faz parte da cultura da sua empresa. Regras e boas práticas servem para guiar as atividades de trabalho e são melhor cumpridas quando todos os funcionários internalizam a importância das medidas tomadas.


Incorporar a segurança como estratégia dentro da empresa contribui para o fortalecimento do senso de equipe por parte dos colaboradores e promove o desenvolvimento sustentável da empresa no mercado.


Gostou desse conteúdo? Conheça também cinco estratégias de gestão de estoque que podem fazer toda a diferença na organização da sua empresa.


1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo